when-johnny-meets-frankie-illustration
Relacionamento

Um príncipe ou um sapo?

Você já se perguntou o que as mulheres querem? Se você for homem, tenho certeza que sim!  É evidentemente óbvio que essa pergunta tenha muitas respostas, mas hoje vou focar numa questão: Afinal, elas querem um príncipe salvador?

Não vou deixar espaço para uma discussão feminista ou machista, porque me entendam, não é disto que estou falando, embora o conceito de feminismo e machismo esteja intrínseco no assunto. A questão é que, você, provavelmente conheça um casal onde ela manda e ele obedece ou vice versa.

Sempre paro para pensar sobre isso, principalmente quando vejo um casal onde ele faz tudo por ela, tudo mesmo. Coisas pequenas como escolher o filme, o lugar onde ir, o que comer, entre outras coisas. Vejo o contrário também.

Já vi ele perder a personalidade por ela, abrir mão o tempo todo daquilo que ele curte e gosta de fazer, para ceder ao que ela quer e é aqui que eu me questiono, até onde isso é agradável e aceitável?

A mulher nunca esteve tão independente, dona de si para decidir o que quer fazer, como quer e quando quer. No entanto, percebo que nos relacionamentos elas não precisam se esforçar muito para isso, parece que existe uma categoria de homem que entendeu isso além do necessário.

Por favor, não me entenda mal, não posso desprezar essa categoria, mas já ficou chato aquele namorado que parece que não tem opinião própria, não tem desejos e vontades. Eu estou me valendo de exemplos bobos e rotineiros, contudo, esse ato de ceder para o outro também envolve decisões sérias.

Se não existissem mulheres que gostassem de “mandar” em seus companheiros, esse tipo de pessoa estaria sozinha.

Quem não gosta de ser cuidada e até mimada de vez em quando? É muito bom, mas sem dúvida uma mulher de verdade não vai querer um homem sem personalidade ao lado dela. Não vai querer ter um pau mandado, porque isso, meu bem, não tem graça! Vou concordar que, por certo tempo, pode até ser bom ter alguém que faça todas as suas vontades, mas uma hora a chatice bate à porta, e aí, José?

Qual será o contentamento de ter uma pessoa que não sabe nem decidir o sabor da pizza? se vão pela esquerda ou pela direita? Que roupa fica melhor em si? Que curso fazer? Se quer casar ou comprar uma bicicleta? Você pode discordar de mim e eu quero realmente saber se só eu penso assim ou tem mais que estão comigo.

É duro quando o príncipe, na ânsia de simplesmente ser príncipe, vira um sapo mala. Príncipe mesmo é aquele, que abre mão de vez em quando daquele filme que ele quer ver, para assistir aquele outro água com açúcar que ele sabe que você adora, mas que quando tiver que te dizer um não bem grave e mais negativo do que nunca, ele irá te dizer, é aquele que defende o que quer, que te mostra o porquê quer, que tem atitude, personalidade, que erra, que gostaria de fazer tudo por você, mas tem vida própria e bem por isso não faz. Príncipe é errado, é briguento, é carinhoso, sabe dizer o que pensa, ah… Resumindo: ser príncipe não é ser perfeito, é acima de tudo ser homem com todas as qualidades e defeitos e principalmente com personalidade.

Eu não posso dar uma resposta completa se as mulheres querem um príncipe salvador, que as defendam de tudo e sempre queiram agradar em tudo, mas vou arriscar dizer que a mulher de hoje não quer alguém para mandar ou ser mandada, mas alguém para compartilhar uma vida a dois.

E você, concorda comigo?

Até a próxima!

Escreva um comentário