images (23)
Relacionamento

Carência virtual – o novo mal do século

Olá gente, tudo bem?

Esses dias fiquei sem WhatsApp, o que me

levou a uma breve reflexão virtual. (rs)

WhatsApp é uma das invenções mais invasivas que já vi! Tem gente que não tem noção das coisas, não é porque você tem o número do outro que ele tem que ficar te respondendo, dando atenção! Eu vejo aí um grande problema das redes sociais, ela contagia as pessoas com uma doença crônica: CARÊNCIA VIRTUAL.

A pessoa tem que ficar recebendo atenção online o tempo todo como se você tivesse obrigação de fazer isso. Têm alguns que até se vitimizam. Tenho vontade de  me teletransportar e dar um chacoalhão neles (rs).

Por conta disso,  quem gosta de manter sua privacidade, não passando o número para todo mundo ou quem não fica o dia todo pendurado no telefone,  é visto como antipático, chato, esnobe e por aí vai… A carência virtual às vezes nos pega sem perceberrmos e se manifesta com vários “ois” seguidos, uma tristezinha por não ter obtido resposta, etc. É bem verdade que há casos e casos, mas será que você nunca passou por uma situação na qual pensou:  “Meu Deus que pessoa! Não tenho o dia todo para respondêla!”?

Por isso, fica aqui o meu apelo, vamos nos policiar pra isso não acontecer conosco? Virar um chato virtual, carente crônico? Mande um “Oi!”, se a pessoa responder logo é porque quer ou pode falar contigo, se demorou, pare! Espere! Não cobre nada! “Ahhhhhhhh! Privacidade nas redes sociais não tem, não Patrícia!” Estou me referindo aos diálogos, conversas, conversas… Sua privacidade é você quem faz! E como sempre digo… NÃO É PORQUE ESTOU ONLINE, QUE ESTOU ONLINE.

Beijos de luz!

Comentários (1)

  • Graças a Deus isso aconteceu comigo pouquíssimas vezes, de pessoas carentes querendo atenção pelas redes sociais, e por isso sei e concordo em dizer que a carência virtual existe sim! Acho que são pessoas que dedicam muito do seu tempo nas redes sociais e pensam que todos tem a mesma disponibilidade que ele tem. Talvez, procurar outras ocupações seria uma boa opção para se darem conta disso. Parabéns Patricia por trazer essa reflexão, vamos torcer para que esta chegue aos Carentes Virtuais.
    Bjos.

    Responder

Escreva um comentário