20046596_1535927783097404_5315149874781637323_n
Reflexão

Sinceros demais

A sinceridade nem sempre soa inocente e inofensivamente para o outro. Certamente os sinceros demais, em algum momento  já sofreram com isso. Quem nunca magoou alguém pelo simples fato de ser sincero, que atire a primeira pedra. A menos que você seja uma pessoa muito falsa, já. E quem nunca foi magoado pela sinceridade alheia? Não vou ser tão dramática, não precisa ter sido magoado, mas incomodado, acredito que sim.

Eu gosto muito de ser sincera e se perguntarem para quem me conhece dizer uma qualidade minha, posso afirmar que a maioria irá dizer “A Pati é muito sincera!”, isso me leva a ver a sinceridade como uma qualidade. Entretanto, eu já me vi em tantas situações negativas por conta dessa sinceridade, que chegou um momento no qual eu comecei a refletir sobre o assunto e a enxergar a linha tênue entre ser sincera, grossa e inconveniente. Já podem imaginar, meu tédio, falar TUDO parece ser muito mais divertido.

Falar o que pensa é bom, melhor ainda é escolher o momento ideal e as palavras corretas para se dizer. Têm coisas que aprendemos só com o tempo, saber silenciar, por exemplo, muitas vezes vem só com a maturidade. Quanto mais jovens somos, mais queremos gritar para o mundo a nossa opinião sobre tudo, principalmente sobre a vida, como se todos estivessem interessados em tantas opiniões.

É necessário levar em consideração que, nem todas as pessoas têm estrutura para ouvir a sinceridade assim, na lata. Sou a favor dela, sempre, mas escolha as palavras, não seja ofensivo, uma verdade dita com sinceridade, palavras apropriadas, momento adequado e boa intenção, nem sempre é o suficiente, mas ameniza o impacto. Existe tanta gente por aí usando a sinceridade para coisas negativas como destruir o outro, magoar, discriminar e humilhar.

Não há problema em ser sincero, mas há em não ter bom senso com o que se diz. O que poderá nos trazer de bom e produtivo nos tornarmos pessoas grossas? 

A sabedoria popular, os grandes mestres e as religiões nos alertam sobre o poder da palavra. Como sou cristã, cabe aqui um trechinho  perfeito de Provérbios: A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.  

Ser verdadeiro, sincero e amável com as palavras, não pode te trazer um resultado diferente do que receber do outro tudo de volta.

Beijos de luz.

Escreva um comentário